Cirurgia de joelho: tudo o que você precisa saber sobre cirurgia de joelho

A cirurgia de joelho pode ser simples ou complexa. Tudo vai depender da lesão e do dano que levou ao procedimento e do tipo de cirurgia que será realizada. Para saber mais, continue lendo este artigo.

Você sabia que o joelho é uma das partes mais importantes do nosso corpo? Como uma das articulações mais complexas do corpo humano, o joelho é rodeado de músculos, ligamentos, meniscos e da cápsula articular. Em conjunto, todos esses componentes sustentam a estrutura do membro e nos ajudam a fazer os movimentos que nos permitem andar, correr, saltar, sentar, entre outros. 

Quando ocorre uma lesão pode ser necessária a realização de cirurgia para a recomposição dos ligamentos e demais componentes. O mesmo acontece quando há desgaste excessivo das articulações, tendões e ossos, ou quando há deformidades naturais nas articulações. 

Leia também: Quanto custa uma cirurgia particular?

A cirurgia de joelho tem como objetivo restabelecer os componentes do membro para dar ao paciente mais qualidade de vida e permitir o retorno aos movimentos mais básicos do dia a dia ou o retorno às atividades esportivas. 

Você vai fazer uma cirurgia de joelho? Continue lendo esse artigo! E se você pretende fazer a cirurgia na rede particular, mas não tem plano de saúde, clique aqui e saiba como a SYN pode ajudar você!

Quais são os tipos de cirurgia de joelho?

São muitos tipos de cirurgia de joelho. Saiba mais sobre cada uma delas abaixo:

  • Artroscopia: Procedimento minimamente invasivo, a artroscopia é uma cirurgia de joelho para a correção de lesões no menisco e luxação na patela, contudo também pode ser realizada para o diagnóstico de outros tipos de lesões. 

Nesse tipo de cirurgia é feito uma pequena incisão (corte) na região na frente do joelho, por onde uma microcâmera é inserida e ajuda o médico cirurgião a verificar a estrutura do joelho e os possíveis danos e lesões internas. 

  • Artroplastia: Esse procedimento consiste na colocação de uma prótese para substituir parcialmente ou integralmente a cartilagem, fêmur ou tíbia do paciente. A artroplastia geralmente só é recomendada quando outras alternativas de tratamento não ajudaram o paciente a recuperar o bem-estar e a qualidade de vida. 
  • Meniscectomia: Esse é um tipo de cirurgia  de joelho muito comum. Na meniscectomia são retirados os meniscos lesionados e é feita por meio da ressecação total ou parcial do menisco. 
  • Osteotomia: Essa cirurgia é realizada para alinhamento das articulações. O procedimento é feito por meio de uma pequena incisão (corte) no osso para corrigir o mau alinhamento dos membros inferiores. 
  • LCA – Reconstrução de Ligamento Cruzado Anterior: A cirurgia de joelho LCA é feita para recomposição de um ligamento lesionado por um enxerto. Nesse caso o enxerto, que pode ser retirado do tendão patelar, ou dos tendões isquiotibiais, funcionam como um guia para que o novo ligamento possa se reconstituir.
  • LCP- Reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior: O procedimento, apesar de muito parecido com a LCA, pode ser um pouco mais complexo devido à complexidade das lesões de outros ligamentos colaterais, o que acontece algumas vezes.  Na LCP o enxerto utilizado pode ser o tecido do tendão patelar, do quadricipital ou dos tendões flexores. 
  • Correção de instabilidade da patela: Como o próprio nome já diz, essa cirurgia de joelho tem como o objetivo a correção da instabilidade patelar. O procedimento é indicado quando a lesão na patela acontece por mais de uma vez e o tratamento com medicamentos e fisioterapia não surte mais efeito.  Para recuperar a estabilidade do joelho, a técnica utilizada é a Reconstrução do Ligamento Patelofemoral Medial.
  • Correção de lesões na cartilagem: Quando a lesão é recente, o mais indicado é fazer o tratamento com medicamentos e fisioterapia para o fortalecimento dos músculos estabilizadores.  No entanto, quando não há sucesso neste tratamento, a cirurgia de correção das lesões é recomendada e o paciente passa pelo procedimento para tratar a lesão e ajudar o membro a se recuperar novamente.
  • Tratamento de lesões condrais: Esse tipo de cirurgia de joelho é comumente realizada para tratar as lesões condrais e aliviar os sintomas mais comuns, como dor, inchaço e rigidez. Ela pode ser realizada por diferentes técnicas e mais de uma vez, pois ainda não existe uma técnica definitiva para tratar todas as lesões de uma única vez.

Quanto custa uma cirurgia de joelho?

O preço de uma cirurgia de joelho varia muito e não é possível estimar o custo sem antes saber do quadro do paciente e o que o motiva a buscar a cirurgia. Além de diferentes tipos de lesões e cirurgias, há ainda outras variantes que podem impactar nos custos para a realização do procedimento, como técnica empregada, honorários do médico e da equipe de saúde e custos hospitalares.

Se você pretende realizar uma cirurgia de joelho e quer saber quanto custa esse procedimento, clique aqui e faça seu orçamento na plataforma SYN

Como se recuperar de uma cirurgia de joelho

A primeira recomendação para quem quer se recuperar bem de qualquer cirurgia é seguir à risca as recomendações do médico-cirurgião que realizou o procedimento.

Além disso, é recomendado o repouso durante a recuperação e a retomada gradual da movimentação. 

Também é recomendado iniciar a fisioterapia tão logo o médico-cirurgião autorize para que um profissional possa acompanhar o paciente operado e ajudá-lo na recuperação.

Esse artigo foi útil para você? Deixe seu comentário e nos diga o que você achou. Você também pode ler outros conteúdos e compartilhar com seus amigos e familiares.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe...

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados