Pesquisar
Close this search box.

Como é feita a cirurgia de apendicite

A apendicectomia, nome dado à cirurgia de apêndice, é um procedimento cirúrgico realizado com o objetivo de remover o apêndice. É indicada em casos de apendicite, que é a inflamação do apêndice e, pelo risco de inflamação do órgão, considerada uma cirurgia de emergência.

Mas, por que essa cirurgia é tão necessária e precisa ser realizada, normalmente às pressas? Vamos te explicar agora! Mas se você está em busca de informação porque precisa fazer essa cirurgia, clique aqui e saiba como a SYN vai ajudar você! (LINK)

 

A apendicite é a inflamação do apêndice cecal, que é como se fosse um pequeno tubo que fica na região do ceco, após o intestino grosso. Por estar ligado ao intestino, essa região é alcançada por bactérias presentes na flora intestinal, que podem causar inflamações. A inflamação normalmente acontece quando essas bactérias se proliferam de forma desordenada e obstruem o ceco, resultando no processo de infecção.

Quando a infecção acontece, o apêndice vai ficando inflamado e inchado e repleto de secreção, causando dores intensas e desconforto para o paciente. Em casos mais avançados o apêndice pode se romper e causar ainda mais dores ao paciente, processo chamado de apendicite supurada. Esse caso é ainda mais grave e pode levar à perfuração da cavidade abdominal, tornando o processo ainda mais sério e o atendimento ainda mais urgente. 

Por isso, a cirurgia de apendicite é, normalmente, recomendada pelo médico logo após o diagnóstico da inflamação. Ao avaliar o paciente e identificar a inflamação no apêndice, o médico já orienta pelo procedimento cirúrgico a fim de evitar que o caso se agrave e possa resultar no rompimento do pequeno órgão.

 

Como é feita uma cirurgia de apêndice?

A cirurgia para apendicite pode ser feita de 2 formas:

  • – Cirurgia aberta: o médico faz uma incisão na barriga do paciente e remove o apêndice;
  • – Cirurgia laparoscópica: o médico insere um tubo com uma câmera na barriga do paciente para que possa visualizar e remover o apêndice. 

Independentemente da técnica realizada, após a  cirurgia o paciente é mantido em observação para verificar se há alguma complicação. 

Quais os riscos de uma cirurgia de apendicite?

Assim como em toda a cirurgia, a cirurgia de apendicite também envolve alguns riscos. Algumas das possíveis complicações são:

  • – Infecção da incisão: A incisão (cicatriz) pode se infectar, o que pode causar dor, inchaço e vermelhidão. É importante manter a área da incisão limpa e seca.
  • – Hemorragia interna: Em raros casos, ocorre uma hemorragia no interior do abdômen. Essa condição exige um tratamento médico imediato.
  • – Perfuração do intestino: Em alguns casos, o cirurgião pode perfurar acidentalmente o intestino durante a cirurgia. Isso pode causar uma infecção grave do abdômen e exige um tratamento hospitalar imediato. 
  • -Reações adversas aos anestésicos utilizados
  • -Coágulos e hematomas

VALE LEMBRAR QUE: Todos os riscos podem ser minimizados e o médico é a pessoa mais indicada para avaliar o seu caso e tirar as suas dúvidas sobre esses e outros riscos. É importante você ter em mente que no caso de uma apendicite a realização da cirurgia pode não ser opcional, portanto o médico irá te orientar a fazer a cirurgia para evitar o agravamento do quadro. 

 

Quanto tempo leva para fazer uma cirurgia de apendicite?

A cirurgia de apendicite não é um procedimento muito demorado e costuma ser feita entre 30 a 60 minutos, em média. O paciente precisa estar sob o efeito de anestesia geral para que 

Quanto custa uma cirurgia de apêndice?

Uma cirurgia de retirada de apêndice custa, em média, R$ 6.000,00, mas esse valor pode variar bastante a depender dos honorários médicos, custos hospitalares e técnica empregada no procedimento. 

Se você tem interesse em uma cirurgia como essa, clique aqui e conheça a plataforma que está revolucionando o acesso às cirurgias particulares no Brasil.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe...

2 respostas

  1. Excelente informação! E pelo SUS? E nos casos de emergências? Qual o procedimento por favor?

    1. Olá Rita. O SUS tem critérios próprios para classificar e indicar para a fila dessa cirurgia. Um abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba Novidades

Últimos posts

Siga-nos

Artigos relacionados